Cais do Valongo é Patrimônio Histórico da Humanidade

Hoje é um dia muito especial para o Rio de Janeiro, e também para a História do Brasil. O Cais do Valongo foi eleito pela Unesco como Patrimônio Histórico da Humanidade. O título é concedido a locais que tenham relevância importante na história mundial.

Um pouco sobre o Cais do Valongo

Cais do Valongo Patrimonio Historico da Humanidade – Foto: Luiz Souza


O Cais do Valongo foi construído em 1811 e funcionou até 1831 como o principal porto das Américas para o desembarque de escravos, que eram pessoas livres capturadas em países africanos e depois de cruzarem o Oceano Atlântico em uma viagem muito difícil, que terminada com muitas destas pessoas sem vida, estas pessoas eram vendidas em praça pública, como se fossem mercadoria, e eram então escravizadas para a realização das mais diversas tarefas. Historiadores estimam que no local desembarcaram aproximadamente 1 milhão de pessoas durante os seus 20 anos de funcionamento. O local só deixou de ser utilizado para o desembarque de escravos devido a algumas legislações que dificultavam o tráfico transatlântico de escravos. Depois de ficar alguns anos sem uso, o local foi reformado para receber a então princesa Teresa Cristina de Bourbon Duas-Sicílas, que após o casamento com o Imperador Dom Pedro II, passou a ser Imperatriz. O Cais, após a reforma, concluída em 1843 passou a ser chamado de Cais da Imperatriz e há no local um grande marco de pedra, com o símbolo do Império de Portugal no Brasil.



A história enterrada por um século

Apesar de sua importância histórica, o Cais do Valongo só foi redescoberto por historiadores durante as grandes obras de revitalização da zona portuária do Rio de Janeiro, que foram feitas para a cidade do Rio de Janeiro ser preparada para a Copa do Mundo e para os Jogos Olímpicos. O redescobrimento do local ocorreu em 2011 e desde então o local passou por todo um processo de coleta de itens arqueológicos e de preservação da memória, que culminou com a candidatura do sítio arqueológico a tornar-se Patrimônio Cultural da Humanidade. Estudos revelaram que o local foi enterrado durante outra grande transformação urbanística pela qual o Rio de Janeiro passou, na época de Pereira Passos.

O que muda com a transformação em Patrimônio da Humanidade ?

Com a transformação do sítio arqueológico em Patrimônio Histórico da Humanidade, o local ganhará muito mais destaque não só nos livros de história mundo afora, que vão mostrar a tristeza e a crueldade dos tempos da escravidão, mas a visibilidade também trará benefícios para a região, que tem grande potencial turístico, mas que ainda requer muitos cuidados. Um exemplo é que até hoje, os achados arqueológicos que incluem artefatos tribais, bijuterias e itens de devoção religiosa, não possuem um museu próprio para preservação e exposição do acervo.

Be the first to comment on "Cais do Valongo é Patrimônio Histórico da Humanidade"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*